A matemática da MultiplicAção Social

O nome do nosso projeto é MultiplicAção Social, então vamos fazer uma reflexão sobre a matemática da transformação social. Uma equação que a princípio é bem simples, falando da questão dos profissionais e no caso, nós que atuamos na área social, a compreensão de que a Humanidade precisa se elevar, precisa ser colocada no centro de todas as nossas ações é o início. Ter qualificação técnica, Necessária e Adequada ao campo de atuação ao qual estamos inserido é tão Fundamental, quanto, ter Habilidade Política para lidar com gestores e empresas, que muitas vezes querem desenvolver roteiros simplificados, somente para cumprir os protocolos dos financiamentos, independente das complexidades encontradas junto as populações. E, para fechar essa equação com resultado assertivo é preciso subtrair qualquer tipo de Pré – conceito que se tenha, buscar conhecer e incluir todas as singularidades e pluralidades encontradas. E uma ressalva, mesmo que a pluralidade esteja na narrativa de muitos agentes e atores sociais, a ação nem sempre corresponde a esse discurso, é preciso estarmos atentos.

Reconhecemos e temos dados empíricos, sobre as limitações do sistema vigente na implementação de políticas, programas e projetos no campo das políticas sociais e políticas públicas.  Os recursos são subtraídos dia a dia, enquanto as vulnerabilidades aumentam, em progressão geométrica. Sabemos das contradições do nosso trabalho, de ter na gênese do nosso projeto ético a defesa da Garantia de Direitos, e sermos contratados para mediar justamente o não acesso, a não universalização destas políticas.

Mas também conhecemos nossa Resiliência, e nosso Potencial de gerar transformação onde quer que estejamos, e com os recursos que temos a mão, isso, quando não caímos nas armadilhas que encontramos diariamente, equações de terceiro grau (distopias) no campo de trabalho, que nos trazem dúvidas sobre as possibilidades de uma Práxis Transformadora. Então, quando falamos em MultiplicAção Social estamos falando desses profissionais que mesmo nesse cenário caótico, se compreendam como protagonistas de forma individual e em coletivos, nas ações voltadas à transformação social.

Somos multiplicadores com clareza de valores e princípios, temos dias de sangue, suor e lágrimas e dias de conquistas, por menores que sejam, até por que a gente sempre quer muito mais, e nós sabemos que é possível escalar a ação social, se a dose da Humanidade for elevada em todos, desde os que planejam até os que operacionalizam as políticas públicas e políticas sociais,  em todos os níveis de gestão e em todo tipo de órgãos.

Eu termino parabenizando a todos Multiplicadores Sociais que estão se qualificando em seus campos de atuação, buscando desenvolver um trabalho de excelência, não apenas para obter uma remuneração melhor, ou alcançar um cargo almejado (sem descartar a importância dessas questões), mas para ser a cada dia um ser humano melhor,  e fazer a diferença na vida de outros seres humanos, resumindo, um profissional que sabe que um trabalho social humanizado e de excelência resulta em frações de  transformação social .